segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Grande ano 2009, Novo Ano 2010!

Eu queria ter fechado o ano do blog com a lista das 100 mais do rock nacional, mas devido a alguns compromissos isso não foi possivel, então a lista fica para abrir o ano de 2010 aqui!
Fazendo uma retrospectiva do blog em 2009 (e por tabela da minha vida) foi um ano muito bom, movimentado, muitas mudanças, viagens, novidades, coisas boas (a maioria) e coisas ruins! Também foi o ano que eu mais postei, e acho que um dos que mais escrevi, tanto letras quanto melodias, embora não tenha gravado todas nem postado todas aqui.
Esse ano fiquei realmente feliz de ter esse espaço e compartilhado com tanta gente minhas ideias, acontecimentos, músicas, preferencias e até minhas férias no diário de bordo da viagem a NY! Tive comentários de amigos que me animaram muito a continuar, afinal o grande barato do blog é a possibilidade de interação com quem lê!
Chegamos a ter mais de 120 visitas/mês, o que considerando a grandeza da internet pode parecer pouco, mas não é, sendo que poucas pessoas (mesmo entre amigos e conhecidos) sabem que tenho o blog. Sem contar o tempo (quase 1 mês) que o contador de visitas ficou sem funcionar por minha culpa!
Isso afasta um pouco aquela estrofe de "Sounds of Silence" de Simon and Garfunkel, "People writing songs that voices will never share..." Acho que esse ano, não falei sozinho aqui! =)

Aí estão os números do Google Analytics:

Também foi o ano da novidade do Twitter, influência da Carol que me fez ver que tinha utilidade, e que serviu para compartilhar um pouco mais tudo o que penso!

Resumindo, balanço mais que positivo para 2009!
Quero agradecer a todos pelas visitas e companhia durante esse ano e desejar que 2010 seja melhor ainda! Ano novo, vida nova, novas expectativas, novos amigos, novos projetos, sem esquecer das pessoas que são importantes para nós (amigos e família)!
Feliz 2010!!!! =D

PS: Como citei a música, pra fechar deixo a letra aqui para vcs! Vamos fazer barulho em 2010!

The Sound Of Silence
(Simon and Garfunkel - 1966)

Hello darkness, my old friend
I've come to talk with you again
Because a vision softly creeping
Left its seeds while I was sleeping
And the vision that was planted in my brain
Still remains
Within the sound of silence

In restless dreams I walked alone
Narrow streets of cobblestone
'Neath the halo of a street lamp
I turn my collar to the cold and damp
When my eyes were stabbed by the flash of a neon light
That split the night
And touched the sound of silence

And in the naked light I saw
Ten thousand people maybe more
People talking without speaking
People hearing without listening
People writing songs that voices never shared
No one dared
Disturb the sound of silence

"Fools," said I, "you do not know
Silence like a cancer grows
Hear my words that I might teach you
Take my arms that I might reach you"
But my words like silent raindrops fell
And echoed in the wells of silence

And the people bowed and prayed
To the neon god they made
And the sign flashed out its warning
In the words that it was forming
And the sign said "The words of the prophets are written on the subway walls
And tenement halls
And whispered in the sound of silence

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Senhor Suce$$o

Enquanto a lista das 100 mais do Rock Nacional não fica pronta (estamos com 140 músicas já e vamos começar a seleção final), vou postar uma letra que esta na seletiva das 100+!
A música é do Velhas Virgens, letra do grande Paulão, e faz uma bela e ótima crítica ao mercado fonográfico brasileiro!
Tenho discutido esse assunto com meus amigos quando começamos a fazer a lista das 100+ e o cenário é triste (do meu ponto de vista) mas pelo menos ainda temos as Velhas Virgens para salvar o dia com seu Rock'n'Roll independente!

Senhor Suce$$o
(A Banda das Velhas Virgens)

Eu vou te ensinar uma dança babaca
Pegar umas gostosas e pôr pra rebolar
E vou sair dizendo pra todo país
Que isso é a música do meu lugar
Eu vou dizer que sou da Bahia
E vou virar superstar
Mesmo sabendo que tem bem mais que isso por lá

Eu vou fazer dinheiro até enjoar


Eu vou pegar dois caras de pau

Vesti-los em couro e arrumar os cabelos
Dizer que seu som é terra e é chão
Mesmo que sejam rasteiros boleros
Romantismo vazio de quinta categoria
Ainda que não sejam o verdadeiro som do sertão

Meu sertanejo vai render um milhão


Porque o meu nome é senhor sucesso

Faça o que eu peço que eu te faço ser rico
Seja o que deus (eu) quiser
Quando for pra parar eu te digo

Eu vou pegar três ou quatro crioulos

E vou pintar seus cabelos de loiro
E vou vestir dois brancos de beca
Dizer que são melhores que o Bezerra e o Zeca
Frases feitas, pandeiro, cavaco, surdão.
Dizer que essa armação é puro samba

Mesmo sabendo que no morro tem bem mais gente bamba


E pra terminar eu vou juntar cabeludos

Tatuagens, brincos, calças de veludo
Dizer que comeram poeira na estrada
Mesmo que tenham se conhecido noite passada
Guitarras, gritos e no vocal uma bicha bem louca
Dizer que isso é Rock'n'Roll quando é pura enganação

Com estes clones mal feitos eu vou ganhar um milhão


Porque o meu nome é senhor sucesso
Faça o que eu peço que eu te faço ser rico
Seja o que deus (eu) quiser
Quando for pra parar eu te digo

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

As 100 + do Rock Nacional!!!!

Resolvi levar adiante a ideia do post anterior (sobre a lista das 100 maiores músicas brasileiras que a Rolling Stones fez)! Reuni os amigos e estamos montando uma lista das 100+ do Rock Nacional! E o melhor é que será a primeira, não achei nenhum outra desse tipo!
O dia de hoje rendeu, a discussão do email ficou bem acalorada e produziu uma lista de 129 músicas! =D
Bem mais do que eu esperava para o primeiro dia de conversa!
Ainda acho que podemos reunir mais músicas antes de partir para o pente fino e deixar apenas as 100+, além de coloca-las em ordem, o que eu não sei se vale a pena já que vai ter tanta música boa!
O próximo passo é criar uma rádio online (que deve ganhar um espaço aqui no blog!) para a galera toda poder ouvir a seleção inicial, e aí sim começarmos a votação para deixar somente as 100 Melhores!
Obrigado aos meus amigos Douglas, Brunão, Ari, Marco Aurélio e Mah pela ajuda!
Se você tem uma sugestão de Rock nacional que acha que não pode ficar de fora dessa lista, deixe seu comentário e vou adicionar na lista inicial.
Assim que fecharmos a seleção, posto aqui no blog!
Mas já adianto, está show de bola!


Continua...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

100 Maiores Músicas Brasileiras!

A revista Rolling Stones fez uma edição especial de aniversário com uma lista das 100 maiores músicas brasileiras de todos os tempos!
Não sei os critérios que adotaram para montar a lista. Achei a lista bem eclética e gostei de ver nomes como Chico Science & Nação Zumbi (com "Da Lama ao Caos") e Ultraje a Rigor (com "Inútil") bem colocados, embora tenha achado estranho a Legião Urbana (com "Que País é Esse") aparecer só mais no final da lista, e só com essa música. Cazuza também só parece com uma música, no final.
Atentem para a 100 colocação, com ninguem mais ninguem menos que eles, Los Hermanos, com Anna Júlia (?!?!?). Nada contra a música (que eu gosto por sinal) mas achei curioso, até por ser a canção odiada pelos próprios compositores e fãs xiitas da banda.
Tem bastante bossa nova, o que acho muito justo, e compositores consagrados. Com certeza se eu fizesse a lista, teria mais bandas de rock nacional aí!
Por sinal isso me deu uma ideia! Que tal reunir uns amigos e escolher os 100 melhores BRROCK de todos os tempos? Ia dar uma boa discussão e um ótimo post! =D
Enquanto isso não acontece... segue a lista da Rolling Stones! Digam o que vocês acham:

Nº 1 - "Construção" - Chico Buarque
Nº 2 - "Águas de Março" - Elis Regina & Tom Jobim
Nº 3 - "Carinhoso" - Pixinguinha
Nº 4 - "Asa Branca" - Luiz Gonzaga
Nº 5 - "Mas Que Nada" - Jorge Ben
Nº 6 - "Chega de Saudade" - João Gilberto
Nº 7 - "Panis et Circencis" - Os Mutantes
Nº 8 - "Detalhes" - Roberto Carlos
Nº 9 - "Canto de Ossanha" - Baden Powell/ Vinicius de Moraes
Nº 10 - "Alegria, Alegria" - Caetano Veloso
Nº 11 - "Domingo no Parque" - Gilberto Gil & Os Mutantes
Nº 12 - "Aquarela do Brasil" - Francisco Alves
Nº 13 - "As Rosas Não Falam" - Cartola
Nº 14- "Desafinado" - João Gilberto
Nº 15- "Trem das Onze" - Demônios da Garoa
Nº 16- "Ouro de Tolo" - Raul Seixas
Nº 17- "O Mundo é um Moinho" - Cartola
Nº 18- "Sinal Fechado" - Chico Buarque
Nº 19- "Quero Que Vá Tudo pro Inferno" - Roberto Carlos
Nº 20- "Preta Pretinha" - Novos Baianos
Nº 21- "Tropicália" - Caetano Veloso
Nº 22- "Da Lama ao Caos" - Chico Science & Nação Zumbi
Nº 23- "Inútil" - Ultraje a Rigor
Nº 24- "Eu Sei Que Vou Te Amar" - Vinicius de Moraes
Nº 25- "País Tropical" - Wilson Simonal
Nº 26- "Roda Viva" - Chico Buarque & MPB 4
Nº 27- "Garota de Ipanema" - Pery Ribeiro
Nº 28- "Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores" - Geraldo Vandré
Nº 29- "Nanã -Coisa Número 5" - Moacir Santos
Nº 30- "Baby" - Gal Costa
Nº 31- "Travessia" - Milton Nascimento
Nº 32- "Ovelha Negra" - Rita Lee
Nº 33- "Pérola Negra " - Luiz Melodia
Nº 34- "Brasil Pandeiro" - Brasil Pandeiro
Nº 35- "Trem Azul" - Lô Borges
Nº 36- "O Bêbado e a Equilibrista" - Elis Regina
Nº 37- "Primavera" - Tim Maia
Nº 38- "Eu Quero É Botar Meu Bloco na Rua" - Sérgio Sampaio
Nº 39- "Metamorfose Ambulante" - Raul Seixas
Nº 40- "Sangue Latino" - Secos & Molhados
Nº 41- "Manhã de Carnaval" - Luis Bonfá
Nº 42- "Sampa" - Caetano Veloso
Nº 43- "Como Nossos Pais" - Elis Regina
Nº 44- "Azul da Cor do Mar" - Tim Maia
Nº 45- "Carcará" - Maria Bethânia
Nº 46- "Ponteio" - Edu Lobo e Marilia Medalha
Nº 47- "Me Chama" - Lobão e os Ronaldos
Nº 48- "Maracatu Atômico" - Chico Science & Nação Zumbi
Nº 49- "Os Alquimistas Estão Chegando" - Jorge Ben
Nº 50- "Ando Meio Desligado" - Os Mutantes
Nº 51- "Disparada" - Jair Rodrigues
Nº 52- "Diário de um Detento" - Racionais MC's
Nº 53- "Brasileirinho" - Waldir Azevedo
Nº 54- "Sabiá" - Cynara e Cybele
Nº 55- "Balada do Louco" - Os Mutantes
Nº 56- "A Lua e Eu" - Cassiano
Nº 57- "Conversa de Botequim" - Noel Rosa
Nº 58- "Apesar de Você" - Chico Buarque
Nº 59- "Minha Namorada" - Carlos Lyra
Nº 60- "Na Rua, na Chuva, na Fazenda" - Hyldon
Nº 61- "Chão de Estrelas" - Silvio Caldas
Nº 62- "Luar do Sertão" - Luiz Gonzaga
Nº 63- "Alagados" - Paralamas do Sucesso
Nº 64- "As Curvas da Estrada de Santos" - Roberto Carlos
Nº 65- "BR-3" - Toni Tornado
Nº 66- "Clube da Esquina nº 2" - Milton Nascimento
Nº 67- "A Banda" - Nara Leão
Nº 68- "Comida" - Titãs
Nº 69- "Rosa de Hiroshima" - Secos & Molhados
Nº 70- "Ronda" - Inezita Barroso
Nº 71- "Como Uma Onda" - Lulu Santos
Nº 72- "Gita" - Raul Seixas
Nº 73- "Wave" - Tom Jobim
Nº 74- "Sentado à Beira do Caminho" - Erasmo Carlos
Nº 75- "Foi um Rio Que Passou em Minha Vida" - Paulinho da Viola
Nº 76- "Samba de Verão" - Marcos Valle
Nº 77- "Insensatez" - Tom Jobim
Nº 78- "Cálice" - Chico Buarque e Milton Nascimento
Nº 79- "Maria Fumaça" - Banda Black Rio
Nº 80- "Vapor Barato" - Gal Costa
Nº 81- "Que País É Este?" - Legião Urbana
Nº 82- "Sossego" - Tim Maia
Nº 83- "Ideologia" - Cazuza
Nº 84- "Rosa" - Orlando Silva
Nº 85- "O Barquinho" - Maysa
Nº 86- "Nervos de Aço" - Paulinho da Viola
Nº 87- "Meu Mundo e Nada Mais" - Guilherme Arantes
Nº 88- "Sá Marina" - Wilson Simonal
Nº 89- "A Flor e o Espinho" - Nelson Cavaquinho
Nº 90- "2001" - Os Mutantes
Nº 91- "Felicidade" - Caetano Veloso
Nº 92- "Tico Tico no Fubá" - Ademilde Fonseca
Nº 93- "Casa no Campo" - Elis Regina
Nº 94- "O Mar" - Dorival Caymmi
Nº 95- "Último Desejo" - Aracy de Almeida
Nº 96- "Disritmia" - Martinho da Vila
Nº 97- "Você não Soube Me Amar" - Blitz
Nº 98- "A Noite de Meu Bem" - Dolores Duran
Nº 99- "Rua Augusta" - Ronnie Cord
Nº 100- "Anna Júlia" - Los Hermanos

Fonte: http://www.rollingstone.com.br/edicoes/37/textos/3908/

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Banda nova na área!


Semanas atrás postei no twitter um link com o lançamento do álbum de estréia do Them Crooked Vultures, que já saiu no exterior, mas ainda não aterrisou em terras tupiniquins. Então vou falar um pouco das impressões que tive ao ouvir o trabalho dos caras. Se você ainda não ouviu, não perca tempo e enquanto vai lendo aqui os links abaixo vão te ajudar a escutar:

http://www.myspace.com/crookedvultures
http://www.youtube.com/user/themcrookedvultures

A superbanda como vem sendo chamada é formada por:
  • Josh Homme (Queens of Stone Age) – Voz Principal e Guitarras
  • John Paul Jones (Led Zeppelin) – Baixo, teclado, piano, slide guitar, bandolin, vocals
  • Dave Grohl (Nirvana e Foo Fighters) – Bateria e Vocal

O som dos caras é simplesmente demais! Embora tenha influência e pegada dos trabalhos anterios de cada um dos integrantes
(principalmente o groove do Led) , o som é super original. Não é aquele tipo de coisa que você escuta e pensa: "Isso parece com XYZ", é completamente novo! Os riffs de guitarra e baixo, as batidas da batera, as linhas de vocal, tudo soa único, novo, atual!
Me surpreendi muito com o trabalho do Josh Homme na guitarra já que não conheço muito de Queens of Stone Age, mas o cara manda realmente muito bem! Já o John Paul Jones dispensa comentários, e o mesmo vale para o Dave Grohl, perfeito na bateria!
A primeira música a circular foi "Nobody loves Me & Neither Do I", logo depois seguida do single "New Fang" e "Elephants". Todas são imperdíveis.
A que eu mais gostei de primeira foi "Bandoliers" que vou deixar a letra ai embaixo para vocês!
Boa diversão!

Bandoliers
(Them Crooked Vultures - Them Crooked Vultures)

Oh, it's too late
I got hit by the closing door
And as I watch myself reflect
On the wrong side of
My you've changed
You turned a corner I'll never go
I admit I feel a bit deceived
You're expecting I'd follow

Bandoliers
To fight me dear
Nobody caused the rift
We've just grown apart now
So prepare, and take aim
And fire

Prepare, and take aim
And fire... on me
If that's the way it has to be

I'm fooling myself
Fooling myself into believing you
All these fictionary tales
You're telling yourself
Selfish
Like a child that's never heard a no
I watch this everchanging you
Never find us

Bandoliers
To fight you dear
Nobody caused the rift
Can't become what I'm not
You've always had my heart
So if it must be broken
Prepare, and take aim
And fire

Prepare, and take aim
And fire

Prepare, and take aim
And fire

Prepare, and take aim
And fire

Fire away
If you must, but I only came
Just to let you know
This is goodbye

Goodbye
Goodbye
Goodbye

Prepare, and take aim
And fire

Prepare, and take aim
And fire

Know that no one can make me fire
No one can make me fire

domingo, 15 de novembro de 2009

Reign Over Me

Saindo agora da fase "guia turistíco" do blog e voltando ao normal!
Acabei de assistir Reine Sobre Mim, um drama com Adam Sandler e Don Cheadle, sobre um cara que perdeu a família no 11 de Setembro e conta com a ajuda de um amigo para se recuperar do trauma. É um filme muito bom! Me surpreendeu! Vale a assistir!
Como sempre presto atenção na trilha sonora, achei mais uma peróla!
A trilha sonora conta com vários nomes de peso do rock, como The Who e Bruce Springsteen. E um detalhe curioso do filme é que toda música que toca de fundo, vem do Ipod do Charlie (Adam Sandler) ou tem seu album citado por ele. Prato cheio pra quem gosta de procurar referências! (OK, isso eu li no IMDB: http://www.imdb.com/title/tt0490204/)
A peróla que achei foi a música tema do filme, do The Who (escrita pelo Pete Townshend) chamada: "Love, Reign O'er Me" e executada pelo Pearl Jam. (Novidade, mais uma vez o Pearl Jam fazendo cover do Who).
Eu estava ouvindo a música e comentei com minha irmã: "nossa parece o Eddie Vedder cantando..."
Esperei os créditos para confirmar a expectativa e aí está, segue a letra da música e um video com o som (A versão do Pearl Jam) e as imagens do filme!
Enjoy!


Love, Reign O'er Me
(The Who)

Only love
Can make it rain
The way the beach is kissed by the sea
Only love
Can make it rain
Like the sweat of lovers
Laying in the fields.

Love, Reign o'er me
Love, Reign o'er me, rain on me

Only love
Can bring the rain
That makes you yearn to the sky
Only love
Can bring the rain
That falls like tears from on high

Love Reign O'er me

On the dry and dusty road
The nights we spend apart alone
I need to get back home to cool cool rain
I can't sleep and I lay and I think
The night is hot and black as ink
Oh God, I need a drink of cool cool rain




quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Videos de New York!

Vou postar alguns videos feitos na viagem a New York com artistas de rua! Foi uma das coisas legais que vi lá e é uma pena não termos tantos artistas assim em São Paulo.
Seguindo a ordem, aí vai:

Dia 1: BB King Blues Bar
Passada rápida na frente do BB King Blues Bar na 42 Street, só para ver o local e ouvir um Blues.
Foi uma das mancadas eu não ter ido lá a noite tomar uma cerveja! Não paga para entrar e o som... bem... um lugar com o nome de BB King não ia ter música ruim né?



Dia 3: Strawberry Fields - Central Park
Strawberry Fields é um lugar no Central Park dedicado em homenagem a John Lennon, e fica proximo da Dakota, onde ele morava e foi assasinado. Sempre tem um carinha tocando Beatles.



Dia 8: Central Park - Dança de rua
No último dia, andando pelo central park, vejo uns caras fazendo dança de rua, e uma homenagem ao Michael Jackson!


Dia 8: Baterista na quinta avenida
Voltando do almoço na Little brazil no último dia, tinha um cara tocando bateria com latas, panelas e etc do outro lado da rua. Gravei um pouquinho para finalizar.



PS: Lá embaixo, no dia 5 tem os videos da banda tocando Beatles na estação do Metrô da 42 street.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Diario de Bordo: Dia 8

Acordei, juntei minhas roupas, guardei tudo na mala e já guardei minhas duas malas no locker, só esperando para fazer o check out!
Tomei o café da manhã básico no hostel e fiz o check out.
Na saida liguei para a Adriane (que conheci no primeiro dia, no shuttle do aeroporto) para combinarmos um almoço, mas infelizmente ela não podia, então vim para o central park e estou aqui andando e escrenvendo esses dois ultimos posts do diario de bordo!
Isso mesmo, com o notebook, sentado no parque e escrevendo! muito legal!
Vou fazer umas considerações finais antes que eu me esqueça!

- Primeiro obrigado a todos que eu conheci nessa viagem, que me ajudaram e com quem eu conversei nesses dias! Tenho certeza que fiz boas amizades, e sem vocês a viagem não teria sido tão legal! =D
Obrigado Danilo, Danielle, Maria Fernanda (Mafe), Renato (primo da Sabrina Sato =P ), gustavo, Mario e Socorro (Vou visitar Manaus ainda), Sandra (do Hostel), Sandra (do Empire State), Isabel (nossa companhia no dia da parada de hallowen), Renato e Maíra, Felipe, Alessandro (italiano torcedor da Juve)! E aos que esqueci de citar por que não lembro o nome, mil desculpas!
- Sobre o HI Hosteling Internation NY onde fiquei hospedado. A estrutura das areas comuns do hostel, quero dizer só cozinha, lobby, sala de estar e TV é incrivel! Muito bom mesmo.
Já os banheiros são muito ruins e só são limpos uma vez ao dia, o que é pessimo para um hostel desse tamanho!
Lá tem 700 camas, ou seja, muita gente e bagunça, o que eu também não gostei e não facilita muito a integração.
A internet do hostel é uma droga!
Outro ponto negativo para o hostel, a segurança! Péssima! Apesar dos lockers nos quartos (que eram grandes) e no subsolo (enormes e mais seguros, porém caros, 5 dolares o dia)
Várias pessoas tiveram dinheiro e objetos pessoais roubados dentro do hostel, durante a semana que estive lá. Sem que o hostel fizesse alguma coisa para ressarcir ou ajudar essas pessoas. Isso é um absurdo, ainda mais se pensarmos que estamos em NY, e aqui deveria ser mais seguro.
Eu não tive nada furtado, mas tomei muito cuidado com minhas coisas e ainda sim, uma blusa de frio, que foi presente da minha ex, simplesmente desapareceu aqui.
Tenho certeza que não perdi ela em nenhum lugar fora do hostel, e como ela não tinha pernas, já dá pra saber o que aconteceu.
E ainda falamos mal do Brasil e do Rio de Janeiro (sic). Completando, voltaria para NY mas não ficaria hospedado no mesmo hostel.
Outra coisa ruim do hostel, eles aceitam crianças! (menores de 18) E pra mim isso não é legal, já que favorece a bagunça.
- Metro de NY: Te leva a qualquer lugar mesmo! Onde você quiser, é rápido e eficiente! O MetroCard é barato e vale a pena!
Mas não é limpo, alguns trems são antigos e sujos, tem ratos nas estações e trilhos de verdade, mas algumas linhas tem trens novos e limpos!
É meio complicado se acostumar com as linhas no ínicio, mas depois de 2 metros errados, você aprende. Pra quem sabe andar em SP, não é muito dificil.
- Tempo de viagem: 8 dias foram suficientes para ver todos os cartões postais e ver muita coisa mesmo! Consegui ir nos museus que queria, e quase tudo que queria fazer.
Faltou apenas uma balada, patinar no gelo, jogo da NBA, prédio da ONU e algumas cositas mas. Porém para você fazer tudo, aproveitar a vida noturna, ir nos museus com calma (no metropolitan dá para perder dois dias lá), fazer compras, visitar os pontos turisticos sem correria, ir a jogos e tudo mais, 7 dias não vai ser suficiente, a menos que você não durma!

É isso, não tenho nada do reclamar... valeu cada centavo (de dolar) que gastei nessa viagem e foi uma das experiências mais enriquecedoras que tive! Que me deixou com vontade ainda de conhecer outros lugares! =D Se bem que a vontade de chegar em casa, tomar um banho e cair na minha cama está grande!
Espero que quem acompanhou esse diario, tenha gostado e aproveitado algumas dicas! =) Infelizmente não consegui ir atualizando diariamente, por falta de tempo e internet de qualidade.
Abraços!!

Diario de Bordo: Dia 7

Ontem depois que a galera foi embora, fiquei "sozinho" no hostel novamente e resolvi aproveitar o último dia para fazer as coisas que faltavam para completar o roteiro da viagem!
A primeira parada foi o Empire State Building. Com uma fila normal, mas não exagerada, a subida foi rapida para o 86 andar.
A vista lá de cima é de tirar o folego! Uma vista 360 Graus de toda a cidade, durante o dia
(já que a noite eu já tinha visto do Top of the Rock). Um vento muito forte e muito frio lá em cima, tive que colocar as luvas!
Então começaram essas coincidências que acontecem nesse mundo pequeno. TInha uma menina tirando fotos sozinha e me ofereci para tirar uma dela, aquele conversinha rápida em inglês e a pergunta: "where are u from?", ela responde Brasil, e nós caimos na risada.
Pra variar, mais uma paulistana que mora perto, e ainda por cima trabalha na mesma area! Fomos conversando até a descida do prédio, trocamos e-mail para manter contato e nos despedimos.
Do Empire State fui para a Grand Central Station. A estação é linda! Tem uma arquitetura riquissima, muito limpa e conservada.
O teto todo trabalhado com desenhos de constelações e para completar, claro, várias bandeiras americanas. Essa estação aparece em vários filmes, que eu me lembre agora, Super-man e X-Men I.
Saindo de lá, fui comer um lanche no Wendy's (mais junk food), mas até que o hamburger era bom!
Do lado tinha uma comic store (Midtown Comic) e para um fanboy como eu, prato cheio! Comprei dua edições americanas do Homen-Aranha para aumentar minha coleção, e pedi para tirar algumas fotos da loja para o cara, que foi super simpatico, me deu um cartão da loja
e disse que enviam para todo o mundo, inclusive o brasil!
E falando em Comics e homem-aranha, faltava um ponto obrigatório para mim, a Brooklin Bridge!
Peguei a linha 6 do metro para lá, dei uma volta pela city hall square antes e começei a atravessar a ponte caminhando!
Realmente um passeio imperdivél de se fazer! A vista, a arquitetura da ponte, toda história que ela tem!
No caminho, estava eu tirando uma foto sozinho quando uma ruiva vem toda sorridente: "let me take a picture for you" e a sua irmã vem logo em seguida dizendo "with me together!".
Tirei a foto com elas e começamos a conversar... elas são russas, se chamam Lara (a ruiva) e Svetlana (a morena), super simpáticas.
Elas estavam com mais 2 amigos e uma amiga, indo visitar uma bairro russo que fica no Brooklin. Fui conversando com a Lana até o fim da ponte! É legal como as pessoas reagem quando você diz que é brasileiro, se elas tem a minima noção de onde fica, tendem a ser muito simpáticas com você, do tipo: Oh Brasil! Caipirinha, futebol, etc.... (ou no caso dos americanos: UFC, Anderson Silva, e outros lutadores brazucas)
Ela disse que já foi 2 vezes a portugal, e adora lá, tem amigos portugueses e que (claro) pretendem conhecer o brasil um dia!
Trocamos e-mail para eu mandar as fotos para ela depois!
No final da ponte, elas seguiram para o bairro russo e eu fiz o caminho de volta pela ponte, já satisfeito pela viagem!
Fui para a Times Square em seguida e comprei um ticket para um show da Broadway, o Rock of Ages! É um espetáculo ambientado nos anos 80,
em Los Angeles (na bourboun Strip street), com muito rock, guitarristas posers, solos intermináveis e tudo mais!
Eu achei sensacional! Divertidissímo! Muito Loco! A música ao vivo, com banda e tudo mais, dança, trocas de cenário e figurino, efeitos,
piadas... inclusive consegui entender bastante coisa do que falavam, o que me deixou ainda mais feliz!
Como todos falam, é uma experiência unica assistir um show na broadway!
No final da noite, voltei para o hostel e encontrei um amigo Italiano, Alessandro, e outro brasileiro XX. O Italiano louco para tomar uma cerveja, então fomos até um pub descendo a rua para conversar e jogar conversa fora. Foi realmente muito agradável.
Tomei 2 cervejas, a mexicana Corona, e ficamos conversando de como as coisas são no Brasil, Italia e aqui. O som do pub estava muito bom, com direito a ouvir My Sharonna e Life During War Time em uma versão remixada.
Foi excelente para fechar a noite com chave de ouro. Depois só dormir e preparar as coisas para ir embora amanhã.

Diario de Bordo: Dia 6

O dia 6 vai ser rapido, até por que demorei pra fazer esse post, e muitos detalhes já se foram.
Basicamente fomos andando do hostel até o metropolitan, fui acompanhar o Renato que não tinha visitado o museu ainda.
Assim passamos pelo Central Park, vimos a linha de chegada da maratona, ganhamos uns brindes e nos dividimos. As meninas foram para o Guggenheim e nós para o metropolitan.
Exercitei a suggested Admission é paguei 1 dolar para entrar! (Grande dica do http://www.maosdevaca.com/) Ainda vimos a exposição "A arte dos samurais", que eu gostei muito!
Depois fomos fazer as ultimas compras que o pessoal precisava, então fomos para Macy's e bem... a loja é gigante, entendo por que as mulheres se descontrolam lá! ehehehe
Andamos um pouco nas ruas proximas, mais compras, subimos até a times square e depois voltamos pro hostel.
Então eu e a Mafe fomos a uma loja de games, para pegar o PS3 e pronto.
A noite ficamos no hostel de bobeira, batendo papo, com direito a uma legitima pasta italiana preparada no hostel pelo Alessandro.
Jogamos uma sinuca e depois juntamos todos (ou quase todos) os brasileiros que estavam no hostel e ficamos até tarde conversando.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Diario de Bordo: Dia 5

Seguindo a rotina de acordar as 7 e encontrar todo mundo no café as 8, encontrei com o Renato e fomos para a Estatua da Liberdade.
As meninas resolveram fazer outro passeio e nós ficamos de nos encontrar depois.
Pegamos o Metro até a south Ferry station, caminhamos até o Battery Park e compramos os tickets para o passeio até a Estátua e Ellis Island.
Eu acho que vale a pena esse passeio, embora a Estatua seja pequena e o Cristo Redentor bem mais legal inclusive pela vista, ir até a ilha é legal, você tem
uma bela vista de manhatham além de ver de perto um dos monumentos mais famosos do mundo. A parte mais legal na minha opinião foi a ida até
Ellis Island. Quem assistiu "Ritchie - O conselheiro Amoroso" com o Will Smith vai se lembrar da cena que ele leva a mulher lá e ela encontra o livro
com o registro de imigração do seu avô. Originalmente lá era um centro para receber os imigrantes que chegavam a nova york.
Foi tudo reformado e transformado em um museu de imigração. Muitos objetos e fotos da epoca contam a história de como os imigrantes chegavam e eram recebidos
em NY. Uma coisa legal é um grafico 3D da origem de imigrantes, e o aumento de latinos nas últimas decadas.
Voltamos da ilha e ficamos de encontar com as meninas no Pier 17. Para chegar lá basta sair caminhando do battery park pela orla
sentido Brooklin Bridge, é uma caminhada tranquila e bem legal.
O Pier 17 tem uma espécie de mini shopping com lojas e praça de alimentação. Além de uma vista magnifíca para a ponte do Brooklin.
O melhor de tudo foi quando chegamos no segundo andar. Eu estava com minha camisa da seleção, estávamos caminhando quando ouço: "O Brasileiro, escuta a música e nem para
pra ouvir". Quando olho para o lado esquerdo, uma bandeira do brasil, um garçom brasileiro, e duas placas, uma do Atlético-MG e Cruzeiro.
Inacreditável! O Garçom, Carlos, nos recebeu e começamos a conversar e tomar cerveja. Ele escolhia a cerveja e nós bebiamos!
resolvemos ficar por lá, comer umas porções e relaxar! Eu e o Renato já estavámos sentindo falta disso! Logo depois chegou mais um brasileiro
que mora aqui, e se juntou a nossa conversa! Tomei 3 cervejas diferentes, uma da Republica Dominicana, uma portuguesa e uma americana (st. louis)!
Trocamos contatos e tudo mais, despedimos e voltamos para o hostel, afinal era o dia da Parada de hallowen!
Fomos junto com o pessoal do hostel até a parada de halloween em Greenwich village.
O mais legal da parada de Halloween lá é que as pessoas se fantasiam mesmo, com muita produção, maquiagem, roupas especiais, etc. É um evento e tanto!
Pena que o guia do hostel deixou a gente em um péssimo lugar e não na concetração, o que atrapalhou para ver e participar do desfile, mas ainda sim foi legal.
Como a chuva resolveu aparecer durante a parada, fomos para a Apple Store na quinta avenida, logo depois um passeio pela Times Square novamente, e no caminho de volta para o hostel na estação da 42 tinha uma banda tocando Beatles no metrô. Paramos para ouvir duas músicas! As duas ai embaixo!







Chegamos no hostel, parada no lobby para conversar com o pessoal, e como era aniversário da Mafe, a Dani comprou alguns Cupcakes e velas e fizemos uma festinha surpresa para ela, encerrando mais um dia em New York!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Diario de Bordo: Dia 4

Outlet! praticamente o dia se resume a isso! Acordamos cedo e fomos eu, Dani e Renato pro Outlet Jersey Gardens.
Bem tranquilo para ir, Metro até a 42 Port Authority station e onibus 111 até o outlet. Depois compras!
Eu e o Renato voltamos mais cedo e a Dani continuou lá. Assim que chegamos, deixamos as compras no hostel e fomos com a MaFe para
o MOMA. Visita rapida já que chegamos faltando pouco mais de uma hora para o museu fechar. Na sexta o museu é de graça, logo estava
lotado. O MOMA é muito grande, bem legal principalmente se você gosta (e entende) arte moderna. Tem uma area dedicada a arquitetura e design também.
O que mais gostei nele foram os quadros de Picasso e Van Gogh.
Depois saimos e fomos encontrar com a Dani para jantar no AppleBee's. Mesa em otimo lugar com vista para a Times Square. Foi uma boa janta e não muito cara.
Foi o dia mais rápido e com menos acontecimentos de todos!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Diario de Bordo: Dia 3

Terceiro dia! Depois da chuva do dia 2 achei que ia acordar resfriado, então tomei um remédio e me agasalhei bem. Felizmente não choveu e eu também não adoeci. Foi sem dúvida o melhor dia e o que mais rendeu!
No café da manhã no hostel encontrei 3 brasileiros, a Dani, a MaFe e o Danilo. Me convidaram para ir junto ao museu metropolitan, então me juntei a eles e fomos embora!
Passamos na Times Square primeiro para encontrar um casal de Manaus (Mario e Socorro), que também estava aqui e fomos para o metropolitan.
As terças e quintas no Metropolitan tem uma visita guiada, em português de graça! Leve pouco mais de 1 hora e depois você pode ver o que mais lhe interessou. Vale a muito a pena fazer essa visita. O museu é incrível! Mais de 1 milhão de obras em exposição, dá pra passar uns 2 dias andando lá! (tanto que acabei voltando!). Ainda tem o terraço que dá vista para o central park e rende boas fotos!
Saímos e fomos para o Central Park! Paramos para almoçar lá (mais junk food) numa lanchonete bem agradável a beira do lago. Depois demos a volta no lago (várias boas paisagens e fotos, além dos esquilos por toda parte) até chegar em Strawberry Fields, com direito a um carinha tocando beatles no violão. Na saída passamos pela "The Dakota", na frente de onde John Lennon morava e foi assassinado.
Saimos do Central Park e fomos para a FAO (loja de brinquedos) e Apple Store, na 5th ave.
A FAO é muito legal, gigante, mas pena que tiraram o piano! (lembra do filme "Quero ser grande"com o Tom Hanks?)
A loja da Apple é bem legal tb, toda de vidro, mas tava super lotada, não deu pra ficar muito lá.
Descemos a 5th ave caminhando, paradinha rapida na best buy, depois fomos para o Rockefeller Center! Encotramos com o Renato lá, amigo do Danilo, mais um brasileiro que se juntou a nossa trupi!
Subimos no Top of the Rock para ver a cidade a noite, e a visita é (to repedindo muito) incrível!
Depois do Top of the Rock, fomos para a times square jantar no Carmine, um restaurante muito bom, comida boa e muito farta, e não é caro. Lá encontramos mais um brasileiro, o Gustavo, amigo da Dani, que estava no seu último dia de viagem.
Depois de bem alimentados, ainda fomos ao Madame Tussaud! Tinha um evento especial de Halloween, tipo uma noite do terror. Foi muito engraçado e as estátuas de cera são realmente muito realistas. Depois posto minha foto beijando a Julia Roberts! =P
Depois do Madame Tussaud, isso já era umas 2 da manhã, viemos embora para o hostel, dormir porque depois de andar tanto, ninguem é de ferro, já planejando o dia seguinte... que vou postar depois!
see ya

* Valeu Dani, Danilo, Mafe, Mario, Socorro, Gustavo e Renato! Ótimas pessoas, companhia, e excelente passeio!

sábado, 31 de outubro de 2009

Diario de Bordo: Dia 2

Opa! segundo dia!
CHuva, muita chuva em NY!
Já que estava chovendo, melhor programa possível era museu... então lá vou eu para o Museu de História Natural... Desci da rua 103 até a 81 onde fica o museu a pé... e com chuva... devia ter pego o metro... cheguei lá todo molhado! =(
A entrada é "sugerida", o que quer dizer que você pode pagar quanto quiser, muito bom para orçamentos curtos.
O museu é demais! Passeio obrigatório!!! A parte dos Dinossauros é incrivel! Tudo é muito bom! É um passeio que leva muito tempo, umas 4 horas tranquilo, mas que vale cada minuto!
Sai de lá e resolvi ir ao World Trade Center (o que sobrou dele)... bem... é legal mas não tem muita coisa para se ver lá, a area está toda cercada e em reforma, com gindastes gigantes que estão construindo o memorial e novo WTC.
Aproveitei e fui na 21 Century, loja de departamentos gigante, tem de tudo e com um bom preço.
Depois disso, cansado para caramba e molhado (ainda), voltei pro hostel, banho e dormir, para acordar mais cedo no dia seguinte e aproveitar mais!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Diario de bordo: Dia 1

Atualizado, vamos lá!

Cheguei em NY as 6h45 am (hora Local), com chuva, embora não estivesse tão frio! (ainda bem)
Bem... peguei o shuttle do JFK para o Hostel e "welcome to NY", pegamos um transito digno de Sampa (sem os motoboys). 2 horas do aeroporto até o hostel.
Entrei no hostel, deixe a mala em um locker e sai para andar, peguei o metrô! Não é muito difícil, embora leve um tempo até você entender os sentidos e como as linhas funcionam.
Primeira parada na BH Photo & Video para comprar a camera e começar a tirar fotos. A loja é toda de Judeus, atendimento muito bom, e tem realmente de tudo, desde equipamento amador de fotografia, profissional, video, etc. Vale a pena para quem está afim de comprar um máquina.
Depois fui andar pela time square e tirar fotos. E como eu andei! E o mais legal é que você não percebe o tanto que andou até você parar.
Basicamente, Times Square é muito legal, 5th e 7th avenidas também, e o Rockfeller center também é show! Fiz até um video da pista de patinação, depois vai para o youtube!
Cheguei no hostel por volta das 4h30 pm para fazer o checkin, cheguei no quarto (vazio) arrumei minhas coisas, tomei um banho não estava animado a sair, queria descansar... mas bem, já estou aqui mesmo e não ia ficar no quarto dormingo né!
Fui na programação do Hostel para o Pub Crawl. Fizemos um tour por 4 pubs aqui próximos ao hostel, com um guia o Tim (que tem uma banda de reggae/ska e já tocou no brasil!). Bem... eramos 15 pessoas do hostel, japonesas, suiços, alemãs, espanholas, australianas, dinamarques. Troquei ideia com todos, tomeis várias cervejas diferentes (que saudade da Skol!) e cheguei morto no hostel. No caminho ainda parei numa Deli e comi um pão com ovo e queijo! =P

Depois posto o dia 2 separado! é isso! abraço!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

here we go!

Bem... Último post antes da viagem! cara... a ansiedade tá grande!
Espero que consiga postar de lá e ter coisas legais para contar!

Enquanto aguardo a hora de sair de casa, estou assistindo Crash - No limite, esse filme é demais!
See ya!

domingo, 25 de outubro de 2009

Lazy Song

Domingão da preguiça, arrumando as malas para a viagem amanhã a noite... resolvi gravar um som bem tranquilo... ficou quase uma canção de ninar! eheheh
Só instrumental, com 4 linhas de violão.
Dá pra baixar aqui, e o streaming está aí embaixo!
Enjoy and see ya (next time from NY)!


sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Gravação cover!

Opa! abandonei o blog nesse mês de Outubro, mas tem sido bem corrido e não tem sobrado muito para postar aqui.
Hoje a noite resolvi gravar uma versão que me arrisquei a fazer de Foxy Lady do Hendrix.
Sei que é uma heresia da minha parte, mas não custa nada tentar se divertir um pouco né?

Ficou só no violão e a voz acompanhando... bem curtinha... a gravação tem uns ruídos que não são intencionais, mas até que não ficou de todo ruim. Enjoy!




terça-feira, 29 de setembro de 2009

Trip!!!!

Vamos lá, exercitando um pouco do lado diário virtual do blog vou fazer um post sobre algumas impressões da minha pequena viagem para Florianópolis - SC!
Eu e mais um amigo marcamos a viagem para final de Setembro, dia 25, já imaginando que o tempo fosse estar bom, afinal, primeira semana da primavera. Reservamos as passagens de avião com antecedência (passagens em conta) e fizemos a reserva em um albergue (ou Hostel) para economizar na estadia e reservar um carro (já que é realmente necessário um lá), além de ter mais grana para a balada!
Antes de viajar, olhamos a previsão e bem... tempo nublado com chuva para o final de semana! "Que Zica" eu pensei, mas logo ao decolar em São Paulo e passar as nuvens, um céu muito azul aparece, e chegando em Floripa a surpresa, sol e calor! Sorte do nosso lado mais uma vez!
Então retiramos o carro alugado no aeroporto, e jogamos o endereço do hostel no GPS e... não encontrou a rua! Pra melhorar não tinha anotado o telefone do hostel!
Depois de algumas ruas erradas e parar para perguntar, chegamos ao destino!
Hostel na beira da praia, para chegar vc tem que deixar o carro de um lado e atravessar por uma pontezinha. Chegando lá recepção bem rápida, tudo certo, e mais 2 argentinos e um colombiano procurando quartos.
O hostel era pequeno (50 lugares), bem arrumado, staff muito bom (a bargirl é uma inglesa linda chamada Emma), banheiros bons (embora pequenos)! O Site dele é esse aqui: http://backpackersfloripa.com/backpackers/
É uma Ótima opção pra quem quer economizar e se divertir! Tem cerveja no hostel, festa organizada por eles, janta (se vc não quiser comer fora), passeios!
Sem contar que éramos os únicos brazucas (fora o staff) no hostel, então foi uma grande experiência cultural e troca de informações com gringos dos mais diversos lugares: Austrália, Alemanha (ah, as alemãs), Inglaterra, Colômbia, etc...
Essa foi uma das partes mais legais e engraçadas da viagem sem dúvida!
Voltando ao passeio, deixamos as coisas no hostel (coisas de valor ficaram comigo na mochila o tempo todo, exceto na balada) e fomos para a Praia da Joaquina!
Chegamos lá praia meio cheia, e todo mundo falando espanhol! Pedimos para duas gurias tirarem uma foto nossa e então descobrimos que tem uma excursão do Uruguai, de formatura do colegial, em Floripa! Eles praticamente dominaram a Praia da Joaquina na sexta!
Voltamos da praia pro hostel, banho e ficamos tomando cerveja e trocando ideia até a janta.
Depois fomos para o Pub John Bull, ambiente muitoo legal, decoração show de bola com vários poster de bandas de rock (em especial dos Beatles), chopp na caneca de 500 ml e música da melhor qualidade!
Quem estava tocando aquela noite era a banda do Luciano Bilu (http://lucianobilu.com.br/) e os caras mandam bem demais!!!! Rock com muita guitarra, músicas próprias e versões muito legais de várias músicas. O Destaque da noite pra mim foi Pinball Wizard do The Who que eles mandaram.
Sabadão acordamos naquela ressaca e fomos fazer SandBoad nas dunas da Joaquina. Eu achei fácil e muito divertido descer esquiando nas dunas (depois de uns 2 tombos vc pega o jeito), mas meu amigo não se deu tão bem (a ressaca não deixou).
Depois cruzamos a ilha (literalmente) sentido Praia de jurerê, passando pela Lagoa da Conceição e centro. Fomos na famosa Jurerê Internacional com suas "casinhas", depois passamos em Canasvieira, paramos para tomar um gelada e comer uma porção de peixe, e em seguida fomos para a praia do Santinho, onde ocorria um campeonato de Surf.
O Santinho foi a praia que eu mais gostei em toda a viagem! Muito bonita, com destaque para a parte do Costão do Santinho, onde tem o Resort, com inscrições rupestres nas pedras, uma vista linda!
Depois de rodar o sábado inteiro, voltamos para o hostel, banho, tentamos um cochilo que não rolou e já saímos para a janta e balada!
A balada foi na Pacha que estava rolando uma festa a fantasia! Tirando o probleminha que tivemos com nossos ingressos por culpa da confusão que a mina do hostel arrumou, a balada foi muito boa! Mas o John Bull ainda faz mais o meu tipo de lugar.
Aí no domingo, como a previsão do tempo havia dito, chuva! Mas tudo bem, já tínhamos nos divertido o bastante e realmente aproveitado a viagem. Hora de juntar as coisas, acertas as contas no Hostel e ir para o Aeroporto rumo a São Paulo novamente. No caminho paramos na Praia do Campeche, estava deserta e parece ficar assim boa parte do tempo, mas muito bonita apesar do dia chuvoso e no estádio da Ressacada, casa do Avaí.
Nosso voo saiu no horário, chegamos em SP sem atrasos e no onibus até o Tiête ainda pude ouvir "Angra dos Reis" da Legião para encerrar com chave de ouro.
ah, não pensem que esqueci desse "detalhe" não menos importante!
Apesar de não ser alta temporada, posso dizer que quando falam que Floripa tem muita mulher bonita, falam a mais pura verdade! Lá tem muita, mas muita mesmo, mulher bonita (Isso inclui as gringas que estavam lá)! Claro que isso ajudou a deixar a viagem ainda melhor!
Voltei para casa com várias histórias para contar (que não vou falar aqui) e vários "daqueles momentos" que fazer a vida valer a pena (vide post abaixo)!
Agora é começar a me preparar para a viagem das férias no final do mês que vem, que também vai virar um post (ou quem sabe até um diário de bordo)!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Aqueles momentos...

Eu estava esperando comprar o Backspacer para fazer um post sobre o novo disco do Pearl Jam, mas hoje li uma notícia (via Twitter) que achei que vale a pena compartilhar.
Resumidamente segunda a noite (essa semana) teve um show do Pearl Jam da turnê do novo disco em que um pai levou seu filho de 7 anos ao show. Bem... o Eddie viu os dois e deu uma palheta para a criança.
Você pode pensar, "Tá, mas e daí?". Bem, tem várias formas de ver como um momento desses pode "mudar" a vida de uma criança que vai no seu primeiro concerto de rock.
O Pai do garoto fez um post sobre o show no dia seguinte, e escreveu uma coisa na qual eu assino embaixo, e vou reproduzir aqui:

"But to me, life is all about “those moments.” You know, those moments that
you have a feeling in your heart that can’t be explained. You don’t
know if you weren’t there. Whether it’s your favorite team hitting a
winning homerun in the ninth inning, or your favorite band doing
something on stage that amazes you, life is about these precious
moments. They are irreplaceable. And when I’m gone, and not on this
planet anymore, I want there to be moments like these for people to
remember. That’s far more important than fancy things, power, or
status. That’s something that doesn’t get taught in schools. It’s
something that five guys from Seattle taught me."

Eu sei quando acontecem momentos como esse comigo, e realmente são esses momentos que fazem a vida valer a pena.
Por mais bobos que sejam, como quando na última vez que fui com meus amigos para o Rio, e a gente chegou atrasado para ver o pôr do sol no Arpoador, e ficou lá vendo a noite chegar. Ou quando o São Paulo ganhou o mundial e eu estava assistindo num hotel em Itajubá com minha ex durmindo do meu lado por que nós fomos na formutara de uma amiga dela. Como quando eu e o Marco estavamos no café Piu-piu, bêbados, e tocou Wish you were here! Ou como tantos outros...
Sempre tive bem claro, minha vida não é meu trabalho, o dia-a-dia, são esses momentos!
Sei que todos tem os seus. Eu lembrei de vários escrevendo esse texto.

O texto completo que o cara escreveu está aqui, acho que vale a pena a leitura, principalmente se você é fã do Pearl Jam.

Bom Fim de Semana a todos! =D

domingo, 20 de setembro de 2009

Quando não estiver aqui

Quantos anos você vai fazer, antes do sol nascer
Quantas vidas você vai deixar, pra trás antes do anoitecer
Quando o sol bater na minha casa, você não vai estar na cama
É assim que voce faz, quando vai fugir (e me deixar aqui)

Deve ser difícil pra você, cada dia em lugar
Sem criar raízes sempre em movimento, aonde quer chegar?
Imagino quantos você já deixou, com o coração partido
Quantos sonhos você já despedaçou, com suas mentiras

Se escondendo atrás de uma bebida, Que tal mais uma tequila?
Dance a noite inteira, tome meu dinheiro, então venha me beijar
Qual é a sua minha querida, aonde voce quer chegar?
Aonde você pensa que vai chegar agindo assim?

Fiz essa canção para você ouvir, quando não estiver mais aqui
Eu sei que as vezes é preciso, sair sem se despedir
Foi por isso que fiz essa canção, para você ouvir, quando não estiver aqui

(Rodrigo Fonseca - 20/09/2009)

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Repost: Coisas que ficaram no caminho

Esse é um repost, só pra deixar registrado a gravação da canção "Coisas que ficaram no caminho".
A letra tá nesse link aqui: http://foca-songs.blogspot.com/2009/06/coisas-que-ficaram-no-caminho.html
O Download pode ser feito em: http://www.4shared.com/file/132668784/8cd8c45f/coisas_que_ficaram_no_caminho.html
E dá pra ouvir direto no blog (powered by 4shared.com)!

Bem, pra variar não gravei a voz. Preciso de um microfone para fazer a gravação, o mic embutido do note deixa muito ruído.
No mais ficou o básico, um violão de base e uma linha principal com o slide (ou bottleneck).
Boa audição.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

What a Killer!





Neil Young está virando presença constante aqui no blog!
Hoje estava ouvindo Cortez, the killer, música do álbum Zuma de 1975 e comecei a prestar atenção na letra que me chamou muito a atenção!
A letra fala sobre Hernán Cortez, conquistador espanhol que foi responsável pela conquista do Mexico por volta de 1500 pelos Espanhois. Também cita o Imperador Azteca, Moctezuma II, a civilização e feitos Aztecas, como na terceira e quarta estrofe, e seu fim... atribuindo isso a Cortez, what a killer!
Achei muito interessante ele ter uma letra sobre esse tema!
Historicamente, muitas civilizações desapareceram depois que outra mais "avançada" invade seu espaço. Podemos observar isso na história brasileira e as várias tribos indigenas que foram dizimadas com a conquista portuguesa. Na America latina como um todo, temos exemplos de civilizações ricas e poderosas que sucumbiram ao domínio espanhol, como os Maias e Incas, além dos Aztecas. Muitas delas deixaram obras e conhecimentos que até hoje são um mistério, e causam espanto se pensarmos que muitos anos atrás, eles já possuiam tal conhecimento, porém com certeza muito da cultura deles se perdeu ao longo dos anos com a imposição de uma nova cultura.
E inevitável pensar o que aconteceria se não houvessa a expansão colonial de Portugal e Espanha, o que teria acontecido a essas civilizações. Será que teriam se expandido também, evoluido e continuariam existindo até hoje? Como será que elas eram realmente?
Afinal só conhecemos o que conta os livros de história, e eles são escritos por quem vence a batalha.
A letra aborda de modo romantico e parcial um pouco dessa relação, mas não foca muito no conflito entre "novo" e "velho" Mundo.

Achei inclusive um site que discute a letra: http://www.thrasherswheat.org/fot/cortez.htm

Cortez, The Killer

He came dancing across the water
With his galleons and guns
Looking for the new world
In that palace in the sun.

On the shore lay Montezuma
With his coca leaves and pearls
In his halls he often wondered
With the secrets of the worlds.

And his subjects gathered 'round him
Like the leaves around a tree
In their clothes of many colors
For the angry gods to see.

And the women all were beautiful
And the men stood straight and strong
They offered life in sacrifice
So that others could go on.

Hate was just a legend
And war was never known
The people worked together
And they lifted many stones.

They carried them to the flatlands
And they died along the way
But they built up with their bare hands
What we still can't do today.

And I know she's living there
And she loves me to this day
I still can't remember when
Or how I lost my way.

He came dancing across the water
Cortez, Cortez
What a killer.


PS: Diz lenda que o último verso está incompleto, ou foi perdido em algum momento da gravação e a música ficou desse jeito. Se vc analisar bem, dá pra perceber que parece "faltar uma parte" que liga os dois últimos versos.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

E lá vamos nós outra vez...

Esse fim de semana fiz mais uma mudança de ap. Essa foi sem dúvida a mais bagunçada de todas!
As coisas ainda estão uma zona e vai levar um tempo até por tudo em ordem... mas pelo menos a Internet já está funcionando! \o/
Só pra não ficar em branco por mais dias, segue uma letrinha que fiz (a melodia tá pronta também) esses dias, porém vai demorar pra gravar, por causa da mudança. =P

Igual a você

Tem dias perdidos no espaço
Que me falta o que fazer
Vejo as luzes da cidade
Tantas pessoas e nenhuma é igual a você

Igual a você
Igual a você

Saio a rua procurando seu rosto
Tanta pressa e ninguem pra falar
Já me falta assunto com outros
pessoas passam e nenhuma é igual a você

Igual a você
Igual a você

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Fora Sarney!


Precisa falar mais alguma coisa? Sabadão to lá no MASP!

WoodStock: 40 Anos!

Peace and Love!
Hoje é aniversário de 40 anos do festival que representou melhor a filosofia Hippie de Paz e Amor!
Imagine que no fim dos anos 60, quatro caras (Michael Lang, John P. Roberts, Joel Rosenman e Artie Kornfeld) se juntaram através de um anuncio no jornal para criar um festival de músicas e artes ao ar livre. O Detalhe foi que venderam "apenas" 186 mil ingressos antecipados, esperavam um público estimado de 200 mil pessoas e na hora o evento contava com mais de 500 mil pessoas, graça a invasão da fazenda onde foi realizado, tornando o woodstock um evento gratuíto. Adicione a isso um final de semana chuvoso e pouca (ou nenhuma) infra-estrutura para um evento desse porte. E por último e não menos importante, muita música da melhor qualidade!
Todos esses ingredientes criaram o maior festival que já existiu, que apesar de tentarem realizar edições posteriores, nunca conseguiram recriar o clima daquele fim de semana de 15 de agosto de 1969. Um verdadeira celebração de paz, amor e música!
Duas imagens vem a cabeça quando penso no festival.
A primeira é a de um cara pelado - muito doido - abraçado a uma ovelha!
A outra é do baterista do Santana durante o solo de Soul Sacrifice, o cara parecia estar em transe fazendo um solo sensacional! (O Festival foi um marco na carreira do guitarrista mexicano Santana, depois dele, podesse dizer que a carreira decolou!)

Já ouvi falar que o evento foi idealizado para homenagear Jimi Hendrix, o último artista a se apresentar, e contou com a apresentação de outros nomes "mitológicos" como Janis Joplin.
Vou colocar a lista de artistas aqui apenas como curiosidade (Fonte Wikipedia):

Sexta, 15 de Agosto

Richie Havens (abriu o festival)
Swami Satchidananda (deu a invocação para o festival)
Country Joe McDonald (tocou separado da sua banda, The Fish)
John Sebastian
Sweetwater
The Incredible String Band
Bert Sommer
Tim Hardin (com um repertório de uma hora)
Ravi Shankar (com um repertório de 5 músicas tocadas durante uma chuva)
Melanie
Arlo Guthrie
Joan Baez (grávida de seis meses na época)

Sábado, 16 de Agosto

Quill (repertório de quatro músicas, totalizando quarenta minutos)
Keef Hartley Band
Santana
Country Joe McDonald (sem a banda The Fish)
Canned Heat
Mountain
Janis Joplin (dois bis: Piece of "My Heart" e "Ball & Chain")
Grateful Dead (Tocaram durante a chuva e dois integrantes afiram ter levado choques toda hora que enconstavam nas suas guitarras)
Creedence Clearwater Revival
Sly & the Family Stone
The Who (começou às 4 da manhã, com um repertório que incluia a ópera rock Tommy)
Jefferson Airplane (começou às 6 horas da manhã, com um repertório de apenas 8 músicas. A vocalista Grace Slick saudou a platéia dizendo: "Ok, amigos, vocês já viram os grupos pesados; agora vocês verão música maníaca da manhã, acredite em mim, yeah. Isso é uma nova manhã... [...] Bom dia, pessoal!")

Domingo, 17 de Agosto

Joe Cocker
(Após o repertório de Joe Cocker, um temporal deu-se inicio interrompendo o festival por longas horas.)
Country Joe and the Fish (continuou a apresentação às 18:00 horas)
Ten Years After
The Band
Blood, Sweat & Tears (abriu à meia-noite, com cinco músicas)
Johnny Winter (trazendo Edgar Winter, seu irmão, em duas músicas)
Crosby, Stills, Nash & Young (começou por volta das três da manhã com um set acústico e outro elétrico separado)
Paul Butterfield Blues Band
Sha-Na-Na
Jimi Hendrix (após ser apresentado à platéia como "Jimi Hendrix Experience", Jimi, já em palco, corrigiu o nome do grupo para "Gypsy Sun and Rainbows", e tocou 16 músicas)

Entre os artistas convidados e que rejeitaram o convite, estão The Doors, Led Zeppelin e Bob Dylan.
Pra finalizar, vou deixar a letra de uma música dos Beatles, tocada por Joe Cocker, e tema do seriado Anos Incriveis - aposto que agora você já sabe que música é.

WITH A LITTLE HELP FROM MY FRIENDS

WHAT WOULD YOU DO IF I SANG OUT OF TUNE
WOULD YOU STAND UP AND WALK OUT ON ME
LEND ME YOUR EARS AND I'LL SING YOU A SONG
I WILL TRY NOT TO SING OUT OF KEY

I GET BY WITH A LITTLE HELP FROM MY FRIENDS
I JUST KEEP TRYING WITH A LITTLE HELP FROM MY FRIENDS
I WANT TO GET HIGH WITH MY FRIENDS
I JUST HOLD ON WITH MY FRIENDS

WHAT DO I DO WHEN MY LOVE IS AWAY
(DOES IT WORRY YOU TO BE ALL ALONE)
HOW DO I FEEL BY THE END OF THE DAY
(ARE YOU SAD BECAUSE YOUR ON YOUR OWN)

(DO YOU NEED ANY BODY)
I NEED SOME BODY TO LOVE
(DO YOU NEED ANY BODY)
ALL I NEED IS SOMEONE TO LOVE

(WOULD YOU BELEIVE IN A LOVE AT FIRST SIGHT)
I'M CERTAIN IT HAPPENS ALL THE TIME
(WHAT DO YOU SEE WHEN YOU TURN OFF THE LIGHTS)
I DON'T SEE MUCH

(DO YOU NEED ANYBODY)
I NEED SOMEBODY TO LOVE)
ALL I NEED IS SOMEBODY TO LOVE

PS: Recomendo que vejam a matéria feita pelo Globo.com, tem uns videos do documentário do festival. Vale a pena ver o Joe Cocker tocando Air Guitar durante a introdução de With a little help from my friends!
http://g1.globo.com/Noticias/Musica/0,,MUL1264751-7085,00-FESTIVAL+DE+WOODSTOCK+COMPLETA+ANOS.html

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Erros de português!

Durante esses dias que estive revisando o blog, relendo os posts antigos, notei muitos erros de português (Já corrigi boa parte)! Uma parte causada por falta de atenção, pressa na hora de escrever os textos (ainda mais quando estou no trabalho), preguiça de reler o texto e revisar antes de postar, e outra por que estou realmente escrevendo muito mal. Tem muitos erros bobos, como trocar "SS" por "S", "C" por "Ç", "Z" por "S", e por aí vai.
Confesso que gramática nunca foi meu forte, mas vou prestar mais atenção a partir de agora para melhorar e não "machucar" tanto os olhos de quem o blog.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Listen to the music!

Agora que aprendi como colocar as músicas pra fazer streaming direto aqui no blog (Thanks to 4shared.com) vou postar todas que eu tenho gravadas aqui, assim facilita para quem tiver interesse (e paciência) de ouvir tudo!

Segue a lista de músicas:

A Tempestade



Alguns Dias (Instrumental)



Cai a Noite



Melhor Assim



Nos Sonhos



O que nos podemos fazer? (Instrumental)



Os selvagens (Instrumental)



Other Song (Instrumental)



Soldados da Vida



Um Dia



Vampira



Viagem



sábado, 1 de agosto de 2009

Barulhos & Ruídos

Lembra que eu comentei que estava com duas músicas engatilhadas?
Pois é... hoje fiz uma gravação rapida das duas, pra deixar o "esqueleto" pronto!
Estão bem cruas ainda, e não tem letra (até escrevi uma... mas na hora de junta com a música não ficou legal)!
Daí vem o título de Barulhos & Ruídos do post!
A primeira se chama "Alguns Dias", como eu disse a gravação foi rápida, sem o cuidado habitual que eu tenho, então tem alguns erros, algumas partes ficaram meio emboladas, mas dá pra ter uma ideia do que eu quero fazer. Basicamente uma linha de violão na base e outra fazendo o que eu gostaria que fosse o baixo.
Segue o link de "Alguns Dias":

http://www.4shared.com/file/122267918/516a4ce9/alguns_dias.html


A segunda se chama "Other Song" (provisório), mesmo esquema da outra. Tem 3 linhas de violão, duas bases que se completam e mais um solo no final!
Segue o link de "Other Song":

http://www.4shared.com/file/122266438/d338da5d/other_song.html


Aceito letras para as músicas, bem como sugestões e demais colaborações!!!
Espero que gostem! As músicas estão no myspace também!
Até!