domingo, 15 de novembro de 2009

Reign Over Me

Saindo agora da fase "guia turistíco" do blog e voltando ao normal!
Acabei de assistir Reine Sobre Mim, um drama com Adam Sandler e Don Cheadle, sobre um cara que perdeu a família no 11 de Setembro e conta com a ajuda de um amigo para se recuperar do trauma. É um filme muito bom! Me surpreendeu! Vale a assistir!
Como sempre presto atenção na trilha sonora, achei mais uma peróla!
A trilha sonora conta com vários nomes de peso do rock, como The Who e Bruce Springsteen. E um detalhe curioso do filme é que toda música que toca de fundo, vem do Ipod do Charlie (Adam Sandler) ou tem seu album citado por ele. Prato cheio pra quem gosta de procurar referências! (OK, isso eu li no IMDB: http://www.imdb.com/title/tt0490204/)
A peróla que achei foi a música tema do filme, do The Who (escrita pelo Pete Townshend) chamada: "Love, Reign O'er Me" e executada pelo Pearl Jam. (Novidade, mais uma vez o Pearl Jam fazendo cover do Who).
Eu estava ouvindo a música e comentei com minha irmã: "nossa parece o Eddie Vedder cantando..."
Esperei os créditos para confirmar a expectativa e aí está, segue a letra da música e um video com o som (A versão do Pearl Jam) e as imagens do filme!
Enjoy!


Love, Reign O'er Me
(The Who)

Only love
Can make it rain
The way the beach is kissed by the sea
Only love
Can make it rain
Like the sweat of lovers
Laying in the fields.

Love, Reign o'er me
Love, Reign o'er me, rain on me

Only love
Can bring the rain
That makes you yearn to the sky
Only love
Can bring the rain
That falls like tears from on high

Love Reign O'er me

On the dry and dusty road
The nights we spend apart alone
I need to get back home to cool cool rain
I can't sleep and I lay and I think
The night is hot and black as ink
Oh God, I need a drink of cool cool rain




2 comentários:

divisionday disse...

Fala Rodrigo!

Esse filme é muito legal mesmo, é interessante ver um ator de comédias fazer um drama como esses. Não é a primeira vez que o Adam Sandler fez esse tipo de filme. Assista também a Embriagado de Amor, fantástico. Falando em trilhas de filmes, eu também fico caçando as músicas que dos filmes, espero até os créditos e vou procurar pelo artista na internet. Há vários anos, quando estava assistindo pela n-ésima vez Gênio Indomável, comecei a prestar mais atenção na trilha, que praticamente foi composta e produzida pelo Elliott Smith (recomendo forrrrrrtemente). Elliott Smith era (já elvis) fantásticos. Ele tocava numa banda mais fantástica ainda que foi o Heatmiser (esses duraram muito pocuo tempo, na cena de Portland). Descbrindo Elliott Smith, descobri os Heatmiser. Descobrindo os Heatmiser, descobri os Hazel (erão fantástico tb, muito bons mesmo) porque também eram de Portland. Outros artistas que descobri nas trilhas dos filmes, foram Jon Brion (em Embriagado de Amor e outros) e Yan Tiersen (aquele filme da Amelie Polain - acho que é isso). São virtuosos, diferentes e multiinstrumentistas. E tem também Jeff Buckley que dispensa comentários.

Abraços!

aureliomasr disse...

Depois da aula do Carlos aí eu só posso dizer que concordo com ele sobre a atuação do Adam Sandler nesse filme. Tem mais de um ano (com certeza) que eu assisti a este filme e fiquei comovido/chocado/emocionado/tocado (e pq não excitado?), afinal não é sempre que a gente vê um filme desse nível, com uma mensagem nessa intensidade...
Quanto à música, eu nunca tinha prestado atenção nela (vale lembrar que ela é do album Quadrophenia do Who) e menos ainda, que a versão do filme era o Vedder cantando...ótimo post! Como sugestão (caso não seja novidade), 2001: Uma Odisséia no Espaço, de Kubrick...excelente trilha sonora! Música clássica, no espaço, dá um clima intra-uterino!!!